Imagina que era possível experimentar um curso universitário antes de concorreres ao ensino superior.
Agora já é! Vem frequentar a Escola de Verão de Energia da Faculdade de Ciências da ULisboa, durante uma semana, com aulas com professores universitários do Mestrado Integrado em Engenharia da Energia e do Ambiente e vários workshops. Esta é uma oportunidade única!
A  5ª edição da Escola de Verão de Energia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa realiza-se entre 8 de julho e 12 de julho de 2019 e tem como público-alvo alunos que tenham frequentado o 11.º e o 12.º anos do ensino secundário.

As inscrições abrem em breve.
Imagens da Escola de Verão de Energia de 2017 aqui.

Atividades previstas

Aulas teóricas com conceitos base de sustentabilidade, avaliação do recurso de fontes de energias renováveis, impactes ambientais, eficiência energética e integração de energias renováveis;
Aulas de laboratório e trabalho de campo, nomeadamente workshop de carros solares, construção de sensores, cozinha solar e realidade virtual aumentada;
Aulas computacionais para a resolução de problemas simples de modelação e simulação.

Inscrições e informações práticas

  • Inscrições são feitas através de preenchimento de um formulário;
  • A inscrição é gratuita. Se tiveres dúvidas envia um e-mail para solar@ciencias.ulisboa.pt;
  • As inscrições são em numero limitado – 16 participantes – e, registadas por ordem de chegada;
  • Em caso de desistência, serão contactados os alunos inscritos com número de ordem superior;
  • A realização da escola de verão está condicionada a um número mínimo de 10 participantes;
  • O acesso ao campus pode ser feito usando o metro, saindo numa das estações – Campo Grande ou Cidade Universitária.

Professores

Carla Silva

 

 

Guilherme Carrilho da Graça

 

 

Jorge Maia Alves

 

 

Killian Lobato

 

 

Marta Panão

 

 

Empresas e Institutições Parceiras

Empresa que actua na área das Energias Renováveis como ponto de partida, oferecendo um leque de serviços complementares, inserido num conceito de resposta prática e económica, no sentido de satisfazer as exigências dos seus parceiros e clientes. Em actividades diversas como habitação, comércio, serviços e indústria, apoio à produção agrícola ou reabilitação urbana sustentável, desenvolvem projectos especializados e dimensionados à medida das necessidades dos consumos energéticos, com o objectivo de poder reduzir a factura a pagar e contribuir para um futuro mais sustentável.

A Esri Portugal – Sistemas e Informação Geográfica, S.A. é uma empresa portuguesa, fundada em 1987, com o propósito de atuar como agente especializado no desenvolvimento e fornecimento de sistemas de informação baseados na tecnologia de Sistemas de Informação Geográfica (SIG).

 

O Oficina das Energias – Núcleo de Estudantes de EEA – apresenta-se como um grupo sem fins lucrativos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, de representação da comunidade estudantil do Mestrado Integrado em Engenharia da Energia e do Ambiente. O seu foco é evoluir na direção de um futuro energético sustentável, por meio do desenvolvimento de projetos na área da eletrónica e energias renováveis, e eventos na área da engenharia que pretendem desafiar a comunidade. Numa comunidade horizontal e de trabalho em equipa querem trazer ao de cima o melhor do curso de energia, e de todos que se atrevem a alimentar o espírito engenhocas DIY – Do It Yourself.

 

A Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN) é uma associação sem fins lucrativos, constituída em outubro de 1988, com a missão de coordenação e representação dos interesses comuns dos seus Associados na promoção das Energias Renováveis no setor da eletricidade.

 

A ZERO nasce, em finais de 2015, do interesse comum de cerca de uma centena de pessoas pela concretização do desenvolvimento sustentável em Portugal. O seu ADN comprova a ambição de intervir na sociedade portuguesa através de uma participação pró-ativa na defesa dos valores da sustentabilidade, por entender que só através do equilíbrio entre ambiente, sociedade e economia será possível construir um mundo mais coeso, social e economicamente, em pleno respeito pelos limites naturais do planeta.

 


Organização

Carla Silva, Marta Panão – Professoras do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia da Faculdade de Ciências da ULisboa e investigadores do Instituto Dom Luiz e Marta Aido – Comunicação e Imagem Instituto Dom Luiz.